Pular para o conteúdo principal

Vereadores Alexandre Vieira e Vinícius Ikeda indicam ao prefeito a realização de oficinas de formação com temas referentes à Economia Solidária


A proposta inicial é uma oficina de introdução à economia solidária aberta à todo público interessado em conhecer essa alternativa de geração de trabalho e renda para que, posteriormente, sejam realizadas oficinas de capacitação para a criação de empreendimentos ou até mesmo a inserção do indivíduo em um empreendimento já existente.

O objetivo das propostas é fomentar e apoiar a economia solidária no município tendo em vista que tal tema é uma importante forma de desenvolvimento sustentável local. Além disso, essa iniciativa também tem o intuito de apresentar novas alternativas de trabalho à população de baixa renda que não consegue se inserir no mercado.

A economia solidária é um modo de produção fundamentado nos princípios de autogestão, solidariedade, sustentabilidade e cooperação. Ela visa a interação econômica entre diversos grupos a fim de viabilizar uma geração de renda e distribuição igualitária entre todos os envolvidos.

(Esta postagem faz parte da atividade intitulada "Vereador por um dia" no qual acadêmicos simulam o processo de proposição, discussão e votação de propostas legislativas. Para mais informações clique aqui).

Comentários

  1. Muito bom, a proposta tem muito potencial pela causa nobre, além de estar na mão de acadêmicos muito competentes, excelente trabalho.

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante a proposta, o fomento da economia solidária é muito importante

    ResponderExcluir
  3. Muito legal a ideia. Queria que se espalhasse por outras cidades, visto que, na maioria dos municípios brasileiros, não existe interação significativa entre o meio acadêmico e o governo municipal.

    ResponderExcluir
  4. Excelente proposta! É um privilégio acompanhar o movimento de economia solidária através do LabEcoSol no CESFI, muito pelo trabalho do Alexandre. Esse tipo de pensamento e comprometimento de jovens estudantes como vocês fortalece a área, bem como fomenta a interação entre o governo e a sociedade civil organizada. Parabéns, Vinícius e Alexandre!

    E parabéns ao professor pelo projeto!

    ResponderExcluir
  5. Muito boa a proposta. Precisamos cada vez mais desse tipo de incentivo!

    ResponderExcluir
  6. Muito legal! É importante que os futuros gestores públicos tenham esse contato ainda enquanto estudantes.

    ResponderExcluir
  7. Que legal! Uma ótima iniciativa pro município. Continuem assim!

    ResponderExcluir
  8. Muito interessante a proposta! Estimula bastante o sentimento de empatia. É isso que a sociedade precisa! Parabéns.

    ResponderExcluir
  9. Excelente proposta, ótima iniciativa!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Vereador Marcos Borges propõe debate sobre a leitura da bíblia nas reuniões da câmara de vereadores de Balneário Camboriú

O regimento interno da Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú prevê que nas reuniões ordinárias, após a conferência dos vereadores presentes, seja lido um trecho da Bíblia. Você concorda com essa prática?
O Brasil, segundo dados do IBGE de 2013, é o maior país católico do mundo, com aproximadamente 127 milhões de fiéis, o que representa 65% de toda população e 12% dos católicos de todo o mundo. A Constituição Federal de 1988, garante aos cidadãos vários direitos e garantias fundamentais, no seu artigo 5º, diz que todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias.
Porém, a constituição também trata da organização do Estado, da política e da administração, o artigo 19 diz que é vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios estabelecer cultos religiosos ou igre…

Vereador Mauro Riquelme indica que se exija ensino superior para os Comissionados

Projeto preza pela transparência quanto a escolaridade e atribuição aos comissionados. Tem como premissa regulamentar junto ao portal da transparência, gestão de pessoas a informação com escolaridade do comissionado, assim como requisitos mínimos de competência para o cargo exercido.

O projeto exige que seja incluso no portal da transparência do município a escolaridade e área de formação do comissionado, assim como inclusão de competências e atribuições (assim como servidores efetivos) do cargo que este estiver lotado.

Portanto, o comissionado terá requisitos objetivos para ser nomeado, extinguindo ou ao menos filtrando a competência técnica coerente com o cargo exercido.

Texto informado pela assessoria.
(Esta postagem faz parte da atividade intitulada "Vereador por um dia" no qual acadêmicos simulam o processo de proposição, discussão e votação de propostas legislativas. Para mais informações clique aqui).

Vereadora Juliana Camargo diz que a ausência de estacionamento público gera transtornos na cidade

Os moradores da cidade e os turistas que necessitam fazer compras, pagar contas, ir nas agências bancárias, enfim, ter acesso aos estabelecimentos da cidade, sentem a dificuldade de encontrar vagas de estacionamento, principalmente no período da alta temporada e feriados.
O Projeto de Lei que será proposto pela Vereadora Juliana Camargo visa criar uma alternativa para disponibilizar vagas de estacionamento para os moradores e turistas da cidade. A proposta deseja instituir no âmbito municipal o estacionamento público gratuito em terrenos ociosos. O projeto prevê a parceria entre a Prefeitura Municipal de Balneário Camboriú com os proprietários desses terrenos, por meio de contrato, com objetivo de melhorar o acesso aos estabelecimentos comerciais e auxiliar na desobstrução das ruas.
Essa é uma reivindicação da população, principalmente dos comerciantes que possuem estabelecimentos no Centro, onde alegam que em decorrência da falta de estacionamento na cidade, os consumidores acabam s…