Pular para o conteúdo principal

Vereadora Juliana Camargo diz que a ausência de estacionamento público gera transtornos na cidade


Os moradores da cidade e os turistas que necessitam fazer compras, pagar contas, ir nas agências bancárias, enfim, ter acesso aos estabelecimentos da cidade, sentem a dificuldade de encontrar vagas de estacionamento, principalmente no período da alta temporada e feriados.

O Projeto de Lei que será proposto pela Vereadora Juliana Camargo visa criar uma alternativa para disponibilizar vagas de estacionamento para os moradores e turistas da cidade. A proposta deseja instituir no âmbito municipal o estacionamento público gratuito em terrenos ociosos. O projeto prevê a parceria entre a Prefeitura Municipal de Balneário Camboriú com os proprietários desses terrenos, por meio de contrato, com objetivo de melhorar o acesso aos estabelecimentos comerciais e auxiliar na desobstrução das ruas.

Essa é uma reivindicação da população, principalmente dos comerciantes que possuem estabelecimentos no Centro, onde alegam que em decorrência da falta de estacionamento na cidade, os consumidores acabam se afastando e isso gera a diminuição do faturamento. Um fator preocupante também é a falta de estacionamento rotativo, que está fora de atividade há dois anos. 

Texto informado pela assessoria da vereadora Juliana Camargo.

(Esta postagem faz parte da atividade intitulada "Vereador por um dia" no qual acadêmicos simulam o processo de proposição, discussão e votação de propostas legislativas. Para mais informações clique aqui).




Comentários

  1. Tem meu total apoio pois acho que nossa cidade está com carencia de vagas de estacionamento e temos muitos terrenos ociosos com esse projeto seria uma maneira de manter limpo estes locais que hoje na sua maioria só estão sendo usados para armazenar lixo causando mau cheiro e propagação de baratas e ratos acho que esse projeto deveria ser analisado com muita atenção pelos governantes de nossa cidade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Agrademos o seu comentário, precisamos achar soluções para nossa cidade!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Obrigada Bianca, importante termos o apoio da comunidade!

      Excluir
  3. Concordo plenamente! Balneário Camboriú é uma cidade com enorme potencial que cresce cada ano mais, porém sofre com problemas estruturais gravíssimos. Utilizar terrenos ociosos como estacionamento público é uma forma inteligente de aproveitar espaços além de garantir a devida limpeza dos mesmos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana Caroline,

      Muito bom saber que temos o apoio dos moradores. Acreditamos que mais projetos como esses precisam ser propostos, para diminuirmos os problemas de mobilidade do Município.

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Certíssimo! Nada acontece antes de uma venda e, facilita-la, acaba em mais contratações, bem estar, receptividade e assim arrecadando mais para suprir outras necessidades dos munícipes e turistas. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fausto,

      Em nome da Vereadora Juliana Camargo agradeço o seu apoio!

      Excluir
  6. Excelente ideia! Seria ótimo se desse certo mesmo, principalmente para os moradores da cidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leticia,

      Muito obrigada, precisamos contar com o apoio da população.

      Excluir
  7. Boa ideia!! Só teria que limitar o tempo de estacionamento!! Mas no geral ótima ideia!!

    ResponderExcluir
  8. Excelente idéia!!! Esse projeto traria mais turistas, pois muitos deixam de vir por conta do excesso de trânsito na cidade, e uma das principais causas do trânsito em Balneario Camboriú é a procura de vaga para estacionar.

    ResponderExcluir
  9. Ideia mto válida, ajudaria tanto os moradores, como os turistas e também na limpeza dos terrenos ociosos. Vale a pena apostar no projeto!

    ResponderExcluir
  10. Ótima proposta ! Assino em baixo

    ResponderExcluir
  11. Ótima iniciativa, já passou da hora de se iniciar um projeto solucionando a obstrução dos estacionamentos em BC.,que já nem depende mais da temporada pra termos dificuldades em estacionar nas principais avenidas.

    ResponderExcluir
  12. Excelente projeto! Tenho certeza que é uma solução para a mobilidade urbana em Balneário Camboriú! Parabéns pela iniciativa!

    ResponderExcluir
  13. Ótima iniciativa, pois as pessoas perdem muito tempo procurando por vagas de estacionamento na cidade!

    ResponderExcluir
  14. Apoio total a iniciativa, o único problema é que algumas pessoas deixarão o carro o dia inteiro, e até a noite toda. Porém, atualmente nos estacionamentos nas ruas acontece a mesma coisa. Deveria voltar o estacionamento rotativo, e incluir o estacionamento público nos terrenos ociosos a mesma cobrança.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Vereador Marcos Borges propõe debate sobre a leitura da bíblia nas reuniões da câmara de vereadores de Balneário Camboriú

O regimento interno da Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú prevê que nas reuniões ordinárias, após a conferência dos vereadores presentes, seja lido um trecho da Bíblia. Você concorda com essa prática?
O Brasil, segundo dados do IBGE de 2013, é o maior país católico do mundo, com aproximadamente 127 milhões de fiéis, o que representa 65% de toda população e 12% dos católicos de todo o mundo. A Constituição Federal de 1988, garante aos cidadãos vários direitos e garantias fundamentais, no seu artigo 5º, diz que todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias.
Porém, a constituição também trata da organização do Estado, da política e da administração, o artigo 19 diz que é vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios estabelecer cultos religiosos ou igre…

Vereador Mauro Riquelme indica que se exija ensino superior para os Comissionados

Projeto preza pela transparência quanto a escolaridade e atribuição aos comissionados. Tem como premissa regulamentar junto ao portal da transparência, gestão de pessoas a informação com escolaridade do comissionado, assim como requisitos mínimos de competência para o cargo exercido.

O projeto exige que seja incluso no portal da transparência do município a escolaridade e área de formação do comissionado, assim como inclusão de competências e atribuições (assim como servidores efetivos) do cargo que este estiver lotado.

Portanto, o comissionado terá requisitos objetivos para ser nomeado, extinguindo ou ao menos filtrando a competência técnica coerente com o cargo exercido.

Texto informado pela assessoria.
(Esta postagem faz parte da atividade intitulada "Vereador por um dia" no qual acadêmicos simulam o processo de proposição, discussão e votação de propostas legislativas. Para mais informações clique aqui).